Quando pensamos em Arquitetura Clássica o primeiro lugar que pensamos é a Grécia e, quase ao mesmo tempo, a imagem que nos vem à mente é a de templos gregos, com suas grandes colunas de mármore. Também é possível que algumas pessoas, pensando nessas mesmas colunas de mármore, pensem também em Roma, o que não é nenhum pouco estranho, pois o Império Romano absorveu diversas culturas ao longo dos séculos e entre elas diversos elementos da cultura grega.

Em alguns períodos da história tivemos alguns movimentos artísticos e culturais que retomaram esses valores clássicos greco-romanos, entre eles sua arquitetura. Como exemplo, podemos citar o período renascentista, entre os séculos XIV e XVII e mais recentemente, em 1945, o chamado período neoclássico, principalmente em Portugal e no Brasil.

Mas como seria uma casa hoje no estilo Clássico ou Neoclássico?

A grande maioria das construções gregas eram feitas em mármore ou calcário. Hoje, não seria viável, nem faria sentido, realizar uma construção inteiramente feita de mármore, mas com certeza é um elemento presente em construções que buscam trazer o estilo clássico em seus ambientes.

Além do mármore, também era utilizados pedras, granito e madeira. Hoje considerados materiais nobres e “chiques”, são ótimos para decorar ambientes, deixando-os suaves e elegantes, podendo ser utilizados em diversos locais, desde banheiros e bancadas até cozinhas e lareiras.

É importante lembrar que não apenas os materiais são importantes para trazer estilo clássico à vida. Tão importante quanto os materiais, possivelmente mais, é a valorização dos espaços em comum, juntamente com as formas regulares e simétricas de toda a estrutura,  que trazem um ar de imponência e grandeza.

Para um atendimento personalizado e direcionado às suas necessidades, entre em contato com a C.Gaya Engenharia & Arquitetura, uma construtora focada em qualidade e planejamento. Possuímos profissionais competentes que acompanham obras na região de Campinas e RMC, 100% disponíveis e preparados para tirar suas dúvidas.